Cristo Hoje - A Caridade e a amizade


Jesus, quando chegou o tempo para escolher seus seguidores, não procurou os letrados, os que tinham riquezas, mas os mais pobres, homens que viviam do seu trabalho, que encontravam dificuldades diárias como os pescadores, que tiram seus sustentos do dia-a-dia, enfrentando as diversidades do mar. Segundo Marcos 5, 1-8, Jesus, já dentro do barco, vendo a dificuldade dos pescadores, sinalizou a um deles, Simão, para que jogasse a rede em local profundo, o que foi cumprido, mesmo tendo passado a noite tentando sem sucesso. A quantidade de peixes recolhida foi tamanha, necessitando de mais um barco. A partir desse momento, Simão e seu irmão André, juntamente com outros pescadores, como Tiago e João, aceitaram o convite de Jesus para se tornarem “pescadores de homens”. Deixaram tudo para segui-lo, pois a proposta daquele homem, que tinha poderes sobre o mar. seduziu muitos. Pela catequese, a amizade foi crescendo entre os 12, chamados apóstolos, através das ações e ensinamentos de fé. Jesus ensinou que a virtude da caridade deve ser praticada por todos os que passam por necessidades, como explicitado em (Mt 25, 35-36) " Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram”. A caridade, o “ágape” em grego, é um amor sem lacunas e incondicional que pode gerar amizade e amizade de caridade se estende até aos inimigos. Como disse São Paulo “Cristo morreu por nosso amor quando éramos ainda “inimigos” (Rm 5,10). Hoje e sempre, Jesus é nosso maior amigo, pois” Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos (Jo 15,13).  Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu tornei conhecido a vocês (Jo 15,15). Que neste dia 19 julho saudemos a caridade, como modelo de virtude a ser seguido, por ser premissa divina, e, no dia 20, lembremo-nos da amizade e dos verdadeiros amigos que temos, sem esquecer, é claro, do nosso grande amigo e pastor, que há três anos voltou à casa do Pai, o saudoso padre Edwaldo Gomes.



Comentários