O que foi 2020 no meio de nós?


  Ufa! Que ano! Começamos o ano de 2020 com toda a esperança, como de praxe! Em janeiro, tivemos a posse de Pe. Fábio Paz, como administrador paroquial, equivalente a função de pároco, para o mandato de seis anos. Também tomou posse o diácono Teixeira. 

  No dia primeiro de fevereiro, saiu, pelo terceiro ano consecutivo, o bloco “O Suspensório é Nosso”, fazendo a alegria dos paroquianos de Casa Forte. No dia 26 de fevereiro, começou a quaresma, com a quarta-feira de cinzas.

 Em função da pandemia da COVID-19, em março, foram paralisadas as atividades na Casa da Criança Marcelo Asfora e, em abril, o Jornal Folha Forte passou a circular no formato digital. As missas passaram a ser transmitidas via redes sociais (Instagram e Youtube), celebradas por Pe. Fábio, com a ajuda de Davi, exercendo mil e uma funções. No jornal, as reportagens escritas deram vez, também, às lives e aos vídeos. Foi uma nova experiência no sistema aprendendo-fazendo, onde novos equipamentos e novos programas foram introduzidos ao portifólio e ao dia-a-dia da Pascom, inclusive, com a adesão de novos colaboradores ao grupo. O movimento das pastorais ficou restrito a poucas pessoas.  O mais importante, todavia, é que a paróquia, ou melhor, as paróquias não pararam, tendo as “Pascom” um papel preponderante na continuação dos trabalhos de evangelização do povo de Deus. 

  Após as liberações, algumas pastorais voltaram às suas atividades, de forma tímida e com os devidos cuidados, como o Grupo Jovem, a Pastoral da Família, o do Dízimo, principalmente os mais jovens, já que os mais velhos corriam e correm mais riscos. Várias atividades foram realizadas, como entrega de cestas para as pessoas das comunidades atendidas pela paróquia e cadastradas, seguindo o protocolo, para evitar o contágio com o vírus. As missas presenciais voltaram a ser realizadas, de forma restrita a poucos fiéis, seguindo os protocolos de segurança, estipulados pela Arquidiocese e pela Secretaria de Saúde. Para o grande público, as celebrações continuam a ser transmitidas via mídias sociais, nos horários tradicionais. A paróquia conseguiu realizar a cerimônia da Crisma e até a Festa da Vitória Régia, no formato digital. 

  Esperamos, todos, que a vacina chegue logo e que, no próximo ano, possamos voltar, aos poucos, a uma vida mais parecida com aquela antes da pandemia. Que Deus continue a nos ajudar!

0 Comentarios